Arte 1 estreia Esse Viver Ninguém Me Tira

Filme marca a estreia de Caco Ciocler na direção e homenageia Aracy Moebius de Carvalho, mulher do escritor mineiro João Guimarães Rosa

O canal pago Arte 1 estreia nesta terça-feira, dia 6, às 20h30, o documentário inédito "Esse Viver Ninguém Me Tira".

O filme entrou em cartaz nos circuitos de cinema de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília no dia 11 de dezembro, além de ter sido exibido no Festival de Gramado e no Festival do Rio de 2014.

A produção do Cine Group marca a estreia de Caco Ciocler como diretor e homenageia Aracy Moebius de Carvalho, mais conhecida como Anjo de Hamburgo, mulher do escritor mineiro João Guimarães Rosa.

Aracy trabalhou como chefe do setor de passaportes no Consulado Brasileiro de Hamburgo, na Alemanha, onde conheceu Guimarães Rosa, e decidiu ajudar muitos judeus a fugirem do regime nazista e a emigrarem para o Brasil, contrariando as circulares do governo de Getúlio Vargas.

Sua atuação subversiva salvou diversas vidas e garantiu seu nome na Avenida dos Justos Entre as Nações, no Museu do Holocausto, em Jerusalém – sendo a única brasileira entre os nomes inscritos. É essa face de Aracy que Ciocler busca revelar no documentário.

O roteiro foi desenvolvido incialmente por Alessandra Paiva, que também codirige o filme. O documentário sai em busca dos poucos documentos existentes daquela época para registrar a história, reconstruindo o passando através de depoimentos de pessoas que conheceram Aracy, como seu filho Eduardo Tess, amigos como Plínio Arruda, e admiradores como Eliane Brum. Famílias que foram salvas por Aracy também são ouvidas.

Cena do documentário Esse Viver Ninguém Me TiraCena do documentário Esse Viver Ninguém Me Tira - Divulgação/Band
Cena do documentário Esse Viver Ninguém Me TiraCena do documentário Esse Viver Ninguém Me Tira - Divulgação/Band
Cena do documentário Esse Viver Ninguém Me TiraCena do documentário Esse Viver Ninguém Me Tira - Divulgação/Band

Compartilhar