‘‘O Aprendiz’ aumentou minha autoestima profissional’, revela Taty Ferreira

Influenciadora de comportamento ficou lisonjeada com os comentários de Roberto Justus

Não deu mais para Taty Ferreira e a influenciadora digital acabou sendo demitida por Roberto Justus no episódio exibido nesta segunda-feira, 17. Em entrevista ao Portal da Band, a dona do canal Acidez Feminina disse que o histórico vitorioso de Gabriel Gasparini pesou na decisão tomada pelo apresentador de O Aprendiz.

"Ficaram apenas duas pessoas na minha equipe e a gente tinha um perfil muito parecidos. Eu e o Gaspa somos muito parecidos, criativos e responsáveis. Isso foi ótimo para a equipe, mas nesse momento que tinha que se decidido entre nós dois, o Justus teve de separar o que tinha de diferencial e o que tinha de histórico", disse Taty.

"O Gaspa esteve nas duas equipes e venceu mais provas que eu. Na sala de reunião, o Justus questionou quantas provas a gente tinha sido líder. Nós fomos líderes três vezes cada, mas eu perdi duas e ele ganhou duas. Foi uma das salas de reunião mais tranquilas, não teve grandes broncas ou discussões", completou a influenciadora digital.

Apesar dessa avaliação de Taty, os conselheiros José Roberto Marques e Vivianne Brafmann ressaltaram que novamente a equipe Hashtag esqueceu do cliente durante a tarefa. "Na correria da prova, a gente fez a legenda da foto [para o Instagram] e foi uma confusão. O briefing inicial era que ia ser um posto na rede social do cliente, depois passou para a rede social de O Aprendiz. Nisso, acabamos esquecendo de marcar o cliente na postagem", explicou a então líder da tarefa.

"Engraçado que mesmo sendo uma coisa que a gente faz no nosso dia a dia, a gente ficou imerso no confinamento durante dois meses, fazendo coisas que a gente não faz necessariamente no nosso cotidiano. Então, nosso mindset mudou para aquelas provas. Quando chega uma prova que é de coisas que estamos acostumados a fazer, a gente de repente volta para a estaca zero, para o nada. Isso pode ter contribuído", completou.

Porém, o grande problema da equipe foi na última etapa da ação, que era descobrir o número de Roberto Justus. "A gente vacilou, foi um vacilo nosso. Ficamos o tempo todo pensando que era um número de telefone e, quando vimos naquela ordem, achamos que era muito simples ser um número de telefone. Pensamos em coordenadas, em números de casas. Faltou pensar menor", disse.

Críticas lisonjeiras

No episódio 12, em que a participante Sandra Matarazzo foi eliminada, Taty Ferreira chegou a discordar com Roberto Justus sobre a qualidade do vídeo da equipe da Hashtag em comparação ao vídeo do grupo Share. No entanto, a influenciadora acredita que isso não pesou em sua demissão.

"Depois de ter assistido ao episódio, a impressão que eu tive foi a mesma que eu tive na sala. Porque termina com ele falando que considerou isso uma atitude corajosa, um diferencial. A gente não precisa trabalhar com quem concorde com a gente em tudo. A gente precisa de pessoas que mostrem outros pontos de vista", afirmou.

E, na sala de reunião desse episódio, a influenciadora e Gabriel Gasparini foram taxados como "maiores surpresas negativas" do programa, pois Justus via em ambos participantes dois finalistas. "Esse comentário só me desejou lisonjeada. Eu comentei em outra sala de reunião que O Aprendiz aumentou muito a minha autoestima profissional", disse.

"Esse tipo de coisa faz com que fortaleça essa visão, que eu tenho o poder e a condição de fazer as coisas acontecerem. Infelizmente, por ser uma competição, alguém tem que sair. Achei justa a minha demissão. Gostaria de ter ganhado? Claro. Mas gostaria também de não ter viajado na hora do número de telefone, de ter pensado mais simples", completou ela que agora está torcendo para Gasparini vencer o programa e ser o próximo O Aprendiz.

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário