Em live, maestro João Carlos Martins relembra momento difícil: "Pensei em me matar"

Maestro foi entrevistado por José Luiz Datena na tarde desta sexta-feira, dia 29, no Canal do Datena no YouTube

Na tarde desta sexta-feira, dia 29, o apresentador José Luiz Datena fez uma live com João Carlos Martins e o jornalista Marcio Canuto, em seu canal (o Canal do Datena) no YouTube. Durante o bate-papo emocionado – que arrancou lágrimas de todos, inclusive – o maestro contou que, durante uma fase complicada de sua vida, pensou em se matar e foi ‘salvo’ pela ligação de seu professor de piano.

“Em 1966, tive embolia pulmonar e fiquei dois meses em coma. Eu já tinha sofrido meu acidente com a mão e feito algumas cirurgias. Bem, no primeiro concerto, em Nova York, após a embolia, a crítica não foi boa comigo. Naquela dia, voltei para casa e pensei em me matar. Estava na banheira, já com a lâmina de barbear nas mãos, quando liga meu professor de piano. Foi quando eu decidir voltar ao Brasil e recomeçar.”

O maestro ainda relembrou seu acidente, em Nova York, quando caiu e fraturou o nervo da mão, durante uma brincadeira. “Dos 18 aos 27 anos, toquei pelo mundo inteiro, era um dos pianistas mais requisitados do mundo. Um dia, olhando o Central Park pela minha janela, vi o time da Portuguesa, de São Paulo treinando. Era verão e eu tinha um time que jogava lá. Quando eu fui lá brincar com eles, caí e uma pedra perfurou um nervo da minha mão”, contou. “Fiz a primeira operação ainda em Nova York, com o maior neurologista da época. Foi paliativo. Eu terminava os concertos com sangue nas teclas.”

Assista ao trecho da entrevista abaixo:

Compartilhar