quarta-feira, 10 de outubro de 2018 - 08h00 / Atualizado em quarta-feira, 10 de outubro de 2018 - 12h19

O perfil da mulher não é mais ser só dona de casa, diz representante de Peruíbe

Modelo desde os 14 anos, Sthefany Schunck gosta de atividades ao ar livre, como trilha e cachoeira, além de praticar surf

Miss Peruíbe gosta de surfar, praticar trilha e cachoeira Foto: Divulgação/Instagram

| entretenimento@band.com.br

Quem pensa na figura de uma miss talvez, de imediato, não imagine alguém como Sthefany Schunck. A modelo de 19 anos destoa do perfil da competição na hora das atividades físicas: além da musculação, ela gosta de surfar, praticar trilha, tomar banho de cachoeira e acampar em meio à natureza.

"Minha família é bem simples. Eu cresci com meu pai indo para a represa pescar. Eu adorava subir em árvore e, como me mudei para Peruíbe ainda criança, eu tenho esse contato direto com a natureza", disse em entrevista ao Portal da Band. "Já o surf eu acredito que me renova. Você está naquele dia todo agitado, você vai para a praia, sente aquela brisa do mar e sai renovada", continuou.

Porém, a ligação da Miss Peruíbe com a natureza não se limita ao esporte – ela tem um projeto social chamado A(mar), que envolve educação ambiental. "Eu conheci o Instituto Gremar, que tem base em Itanhaém e no Guarujá. Eles resgatam animais marinhos. Eu vi tartaruga com canudo de plástico no nariz e dá muita dó. Você pensa que aquele lixo do dia a dia não vai fazer nada, mas querendo ou não é algo que só vai acumulando cada vez mais no mar", disse.

"Por isso eu gostaria muito de levar muito para o concurso esse projeto social que fala sobre lixo no mar, no meio ambiente. É um assunto extremamente importante hoje em dia. Além disso, acredito que eu sou uma mulher que vá atrás das suas coisas, tenho determinação e sou simpática. Acredito que me encaixo nesse perfil e ficaria muito feliz em representar o estado de São Paulo", afirmou.

"Eu tive a minha mãe como base. A maneira dela de batalhar e sustentar suas filhas fez eu me tornar uma mulher guerreira, que vai atrás dos seus sonhos, que batalha. Eu acredito que o perfil da mulher não é mais ser só dona de casa. Ela precisa cuidar dos filhos, trabalhar, sustentar a casa. Tudo isso agrega para mostrar sua determinação, sua garra, sua força e que você pode chegar onde quiser. Basta ir atrás", completou a modelo que mede 1,75 m e pesa 54 kg.

Para conquistar a coroa de Miss São Paulo BE Emotion 2019, Sthefany tem se preparado física e mentalmente. "Nessa época de concurso, eu deixo para comer doce só no final de semana. Não exagero, como só uma coisinha ou outra porque é a reta final. Os jurados vão avaliar o corpo e tudo mais, então tem que dar uma maneirada. Mas é difícil porque doce é minha comida favorita", afirmou.

E o truque na manga que ela traz é suas habilidades com costura. "Geralmente acontecem alguns imprevistos: um rasguinho ali, ou aqui. Aí a gente entra com uns truques de costura ou até um grampeador mesmo, que na hora já salva. Uma vez, eu estava no Carnaval e a fantasia começou a despencar. A gente conseguiu um grampeador, grampeou a roupa inteira no meu corpo e ninguém percebeu", relembrou.

Sthefany Schunck é uma das cinco finalistas do concurso Miss São Paulo BE Emotion 2019 ao lado de Bianca Lopes, representande de Jaú; Mariana Pasqualotti Sena, Miss Jundiaí; Ana Manginelli; representante de São José do Rio Preto; e Marjorie Marcelle, a Miss Município de São Paulo. As cinco disputam a coroa estadual junto com uma sexta candidata, escolhida por votação popular, que será conhecida apenas no primeiro dia de confinamento.