Demorou para cair a ficha, revela Willian

Primeiro participante a conquistar o dólmã do MasterChef Profissionais ficou extasiado com a vitória

Imagine você chegar em um lugar novo, ser chamado de repente para cozinhar contra outra pessoa e ter que apresentar o melhor prato que puder em apenas 45 minutos. Foi por esse turbilhão de emoções que o subchef Willian Peters passou ao conquistar o primeiro dólmã do MasterChef Profissionais 2018.

"Eu não estava entendendo muito bem o que estava acontecendo. Eu estava no fundo e não estava ouvindo direito. Quando eu vi, primeiro embate: Willian e Clara Luz. Eu não estava conseguindo digerir toda a situação ainda", revelou o gaúcho em entrevista ao Portal da Band.

"Eu fiquei cinco minutos sem entender o que estava rolando e fiquei meio sem saber o que fazer. Coloquei água para ferver, porque eu não tinha noção do que eu estava fazendo. A única coisa que eu sabia que queria fazer era tomate cereja recheado", continuou.

"Tive que dar uma bronca em mim mesmo. Falei: 'Vamos lá velho, vamos fazer'. Porque 45 minutos é muito pouco tempo. Aí começaram a vir as referências da época em que eu estava na Espanha, do último chef que eu tive, que era francês. Então, foi assim que eu comecei a bolar a receita", explicou.

"Quando eu morei na Espanha, eu tive esse contato muito forte com a comida mediterrânea. Barcelona é muito perto do Mediterrâneo, em si. E tem toda a questão de produtos de mercado e tal. Então essa influência veio porque eu acabei me acostumando a trabalhar com os produtos, não necessariamente com a gastronomia em si", disse.

Um pouco perdido e sem saber o que fazer, por ser o primeiro a duelar no MasterChef Profissionais, Willian agradeceu por ter cozinhado uma Caixa Misteriosa. "A receita está ali, dentro da caixa. Não tem muito o que ficar procurando ou tentando entender. É isso, faz algo legal com isso e tem que ficar muito bom", afirmou.

Após a vitória, o subchef gaúcho contou que demorou para comemorar. "Quando me deram o dólmã, foi muito estranho, porque foi uma avalanche de sentimentos. Eu ganhei e não consegui comemorar porque eu não sabia o que fazer depois. Eu subi no mezanino e foi muito louco. Demorou para cair a ficha de verdade", relembrou.

"Acho que o programa pode me catapultar e me dar uma relevância maior. Eu gostaria de ter uma relevância relacionada à gastronomia, que as pessoas pudessem conhecer o meu trabalho e ver que eu posso ser importante no meio gastronômico. Eu trabalhei com muita gente e acabei sendo uma pessoa que ficava na sombra. Acho que o MasterChef Profissionais pode me dar um lugar ao sol", finalizou.

Participantes disputam dólmã no MasterChef Profissionais; veja fotos

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário