Entretenimento

Danielle celebra vitória no MasterChef 2020 com gritos e pedido de demissão: "Chefe, desculpa"

Stefani Sousa
26/08/2020 • 15:14

Danielle celebra vitória no MasterChef 2020 com gritos e pedido de demissão: "Chefe, desculpa" Danielle vence sétimo episódio do MasterChef Carlos Reinis/Band

Emoção e compromisso são ingredientes que podem tornar qualquer receita digna de chef. Foi com esta certeza que a economista Danielle, 31 anos, entrou na cozinha do MasterChef Brasil 2020, nesta terça-feira, 25, com a certeza de faria tudo para ganhar o 7º episódio da temporada. Não deu outra. Depois de errar na massa do sonho, mas agradar pelo recheio de goiabada, na 1ª parte da competição, a participante passou para a 2ª fase e, nos minutos finais, protagonizou uma cena marcante no programa, jogando todos os ingredientes do carrinho no chão. Passada a tensão de servir seu guisado mediterrâneo aos chefs, a competidora foi anunciada como vencedora da edição e comemorou aos gritos. “Era meu, tinha que ser meu. Sempre fico em segundo lugar na vida e isso vai mudar tudo. Chefe, desculpa, mas vou pedir demissão. É isso aqui que eu vou fazer.”

Leia mais:
- Danielle se desespera e joga todos os ingredientes no chão no fim da prova
- MasterChef 2020: veja os perfis dos participantes do 7º episódio nas redes sociais
- Lembra dele? Britânico Andrew volta ao MasterChef Brasil após 4 anos
- 5 participantes que não entregaram pratos no MasterChef

Com o término das gravações, a mineira, que nasceu em Governador Valadares e mora em São Paulo desde 2013, explicou, em entrevista ao Portal da Band, que o pedido de demissão foi real, mas era planejado. “Trabalho com inovação em um hospital de câncer, mas sonho em viver de gastronomia. Por isso, há alguns meses, pedi demissão para viajar à França e lá trabalhar em uma escola, tendo como pagamento algumas aulas. No dia em que assinei a carta de demissão, no entanto, voltei pra minha mesa e descobri que as fronteiras estavam fechadas por causa da pandemia. Sem dinheiro, sem emprego e sem a viagem, o que fazer?”, reflete.   

Na época, a cozinheira conta que seu chefe, percebendo a situação, sugeriu que ela ficasse por mais algum tempo na empresa, de forma temporária, até que pudesse enfim viver seu sonho. “Vou realmente investir e me profissionalizar. Quero abrir um restaurante. Tenho muito o que estudar e desejo ter uma experiência internacional para depois voltar ao Brasil e abrir meu cantinho, com comida brasileira, mas sem regionalismo.”

O amor pela cozinha vem da infância, quando os pais tinham um hortifruti e Danielle estava sempre em contato com verduras e legumes. Foi a mãe, Flausina, que a ensinou a cozinhar o básico, sempre fazendo uma brincadeira para que a filha adivinhasse, desde muito nova, quais temperos tinha usado nas receitas. Aos 27 anos, no entanto, foi a necessidade que a fez cozinhar mais, quando passou um período na Nova Zelândia. De lá pra cá, decolou e, embora tenha estudado diferentes tipos de gastronomia, não abre mão do clássico angu mineiro com carne, bastante caldo, farofa, couve e banana grelhada.  

O período no exterior foi decisivo para que a participante decidisse transformar seu hobby em profissão. Fã do MasterChef Brasil, viu no programa sua melhor chance e começou a se inscrever. Não passou na seleção de 2019, mas não desistiu e, selecionada para o 7º episódio de 2020, chegou na cozinha preparada para abraçar os jurados com suas receitas. Tamanha empolgação a fez falar sozinha em vários momentos da prova e ter um “apagão” nos minutos finais da disputa. 

Leia mais:
- Heitor ganha MasterChef com prato feito em 30 minutos
- Jéssica conta que aprendeu a cozinhar após perder 45kg com bariátrica
- Por que essa temporada do MasterChef é a mais “gente como a gente”

“Minha mente travou e eu não escutava nada. Os chefes gritavam? Falaram meu nome? Confesso que não ouvi. Não lembrei que colocar os pratos no carrinho e por isso a confusão. Joguei tudo no chão e a Camila me ajudou a tirar algumas coisas. O Maurício só pegou as ervas emprestadas e não movimentou uma cenoura do lugar”, relembra aos risos. 

Vitória anunciada, a competidora garante que o grito, que ecoou pelo estúdio e comoveu os jurados, veio da alma e foi um reflexo de seu estado de espírito naquele momento. “Já estava esperando isso há muito tempo. Por isso, tem tanta carga emocional, expectativa e esperança. Estou cansada de esperar, sabe? O grito veio da minha vida inteira. Sou sempre a segunda da classe, a segunda a ganhar um aumento ou a ser promovida. É sempre assim. Na prova do sonho fiquei com segundo lugar, mas já estava cansada. Entrei na cozinha sabendo que daria tudo de mim”. Obrigada pelo show, Dani!


masterchef
danielle
episódio 7
vencedora


Entretenimento

Vencedor do MasterChef, Luiz quer abrir restaurante com pratos de R$ 5 a R$ 15

Vencedor do MasterChef, Luiz quer abrir restaurante com pratos de R$ 5 a R$ 15

02/12/2020 • 00:46

Paola Carosella fala “chupa” ao ver pudim no MasterChef e Twitter reage

Paola Carosella fala “chupa” ao ver pudim no MasterChef e Twitter reage

01/12/2020 • 23:59

Spoiler: participante se desespera por não conseguir desenformar pudim no MasterChef

Spoiler: participante se desespera por não conseguir desenformar pudim no MasterChef

01/12/2020 • 10:43

Paulistano, mineiro, paranaense e mais: em vídeo, conheça os participantes do 21° episódio do MasterChef

Paulistano, mineiro, paranaense e mais: em vídeo, conheça os participantes do 21° episódio do MasterChef

01/12/2020 • 10:38

MasterChef: você pode assistir ao episódio de hoje pela internet! Saiba como

MasterChef: você pode assistir ao episódio de hoje pela internet! Saiba como

01/12/2020 • 10:34

Fogaça conta que demitiu funcionário por não experimentar as receitas

Fogaça conta que demitiu funcionário por não experimentar as receitas

01/12/2020 • 10:03