‘A diferença foi de décimos’, revela Paola Carosella

Notas dos jurados para os pratos de Rodrigo Massoni e Lorena Dayse foram muito próximas

Para avaliar o menu final da temporada, Henrique Fogaça, Paola Carosella e Erick Jacquin votaram e avaliaram separadamente em cada um dos pratos de Lorena Dayse e Rodrigo Massoni. Foi a somatória dessas notas que definiu quem levantaria o troféu neste domingo, 25. E essa diferença foi de apenas alguns décimos, de acordo com os jurados.

"A gente fez muitas finais aqui. Algumas, foram mais simples para a gente escolher quem ganhava. Essa foi uma final muito acirrada. A diferença entre eles foi de apenas alguns décimos. Isso é o que tem em uma competição: um ganha, o outro fica em segundo lugar", disse Paola Carosella em entrevista ao Portal da Band.

"Para mim, o Rodrigo ganhou por ter sido muito mais responsável nos passos que ele deu. Nem a técnica, nem a vontade de surpreender ocupou mais espaço do que o sabor, a qualidade ou o resultado final. Muitas vezes a gente vê isso no MasterChef, um cozinheiro que tenta apenas nos surpreender", continuou.

"Eu falei isso no programa, antes de começar: 'Não tentem nos surpreender, a gente já viu de tudo, é muito difícil'. Muitas vezes, quando um cozinheiro amador quer ir além do seu conhecimento e quer fazer coisas muito loucas, porque acha que o conceito vai nos ganhar, ele erra", ponderou.

"É muito fácil se deslumbrar hoje em dia, porque a gastronomia chega e impacta em suas imagens, como tudo nas redes sociais. Mas é um caminho muito longo, muito difícil. Nos três temos mais de 80 anos de experiências somados. Não é que você começou hoje, procurou algumas receitas na internet e já vai sair montando um prato", concluiu.

"A Lorena cozinha bem 'pra caramba'. A gente queria dar o prêmio para os dois, mas não dá", afirmou. Apesar de não ter vencido, a piauiense acumulou R$ 8,5 mil em vitórias durante a temporada e será premiada com R$ 1 mil por mês, durante um ano, para fazer compras com o cartão Carrefour. A segunda colocada também ganhou uma bolsa de estudos na unidade da Le Cordon Bleu em Ottawa, no Canadá.

Por sua vez, além do cobiçado troféu do MasterChef Brasil, Rodrigo ganhou R$ 250 mil, uma bolsa de estudos de técnicas tradicionais da culinária francesa na Le Cordon Bleu Paris, uma cozinha completa da nova linha Brastemp Gourmand com geladeira, micro-ondas, forno tradicional e a vapor, cooktop e coifa. A Tramontina também vai equipar a cozinha do vencedor com panelas de aço inox, um kit chef de facas, além dos eletro-portáteis Tramontina by Breville.

Já a Barilla vai levar o campeão para acompanhar o maior campeonato de massas do mundo, o Pasta World Championship. Além de acumular R$ 6,5 mil em vitórias durante a temporada, Rodrigo ainda será premiado com R$ 1 mil por mês, durante um ano, para fazer compras com o cartão Carrefour.

Rodrigo Massoni vence o MasterChef Brasil 2019; veja fotos

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário