‘Não são as panelas que fazem o cozinheiro’, diz Jacquin

Chef de cozinha conta que, apesar dos utensílios modernos, é preciso saber temperar bem a comida

A apresentadora Ana Paula Padrão recebeu neste domingo, 2, a cozinheira mais famosa da televisão, Palmirinha Onofre, e o chef de cozinha Erick Jacquin para um bate-papo especial. Os dois foram desafiados a preparar uma Caixa Misteriosa em 25 minutos e se saíram muito bem na tarefa.

"Eu não achei tão difícil, mas eu tive muita ajuda. Não tinha outro competidor do meu lado. Acho que fazer uma Caixa Misteriosa, com muito competidor para vencer o MasterChef, eu acho que é muito diferente", disse o jurado francês. "Eu estou me divertindo e parece que eu estou na cozinha da minha casa", ressaltou Palmirinha.

A seis mãos, eles prepararam uma polenta com filé mignon roquefort. "Eu nunca fiz polenta. Eu não sabia como fazer. Eu nunca trabalhei em restaurante italiano, sempre trabalhei em restaurante francês. Outro dia a Paola Carosella me ensinou a fazer nhoque. A primeira vez que fiz foi com ela. É sempre bom aprender. E não pode ter vergonha de falar: 'Não sei fazer'. Dá para ver quando você não sabe fazer", afirmou Erick Jacquin.

Depois do momento de cozinha, o jurado e Palmirinha falaram sobre como os pratos de hoje estão muito mais complexos. "Eu comprei uma revista de receitas agora na França e, eu juro por Deus, eu sou incapaz de fazer as receitas que estão dentro daquela revista. Eu não entendi nada, são de fora da realidade. Tem coisas que eu não sei com os caras fazem", contou o chef francês.

"Às vezes você vai ler uma receita, principalmente eu que tive pouco estudo, eu me embanano com essas receitas modernas de agora. Aí eu peço para a minha filha passar na letra que eu entendo, o meu genro passa no computador e tira para mim as receitas mais práticas", continuou Palmirinha que trouxe um livro de receitas que utiliza desde o primeiro programa na televisão.

"De um lado, hoje é muito mais fácil [cozinhar], mas de outro lado tem essa tecnologia que precisa saber usar. Saber o paladar, saber fazer o tempero, isso aqui não mudou. Tem muita gente que tem tudo nas mãos e faz comida ruim. Não são as panelas que fazem o cozinheiro, nem a roupa que faz o padre. Acho que muitos jovens pensam que sabem, mas não sabem nada", completou Jacquin.

O chef também revelou que tem um livro antigo de receitas que guarda com carinho. "Eu tenho um livro da minha mãe que acabei de trazer da França. Eu pedi se podia pegar, minha mãe tem 90 anos. Ele tem uma receita de bombom de caramelo que eu fazia quando era criança. Então, ela me deu e eu trouxe", disse.

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário