‘Não imaginava que seria tão legal’, diz Bruna Chaves sobre curso na Le Cordon Bleu

Vice-campeã do MasterChef Brasil foi estudar técnicas de patissière em Ottawa durante quatro meses

Grávida de 26 semanas, a vice-campeã do MasterChef Brasil 2016, Bruna Chaves, participou do MasterChef Para Tudo e conversou com Ana Paula Padrão sobre sua passagem pela escola de gastronomia Le Cordon Bleu, um dos seus prêmios no talent show culinário.

"Eu não imaginava que seria tão legal. Fiquei quatro meses no inverno do Canadá, com temperaturas a -35 ºC. Valeu a pena demais, porque lá eu aprendi muito sobre organização, planejamento e padronização – coisas que a gente aprende muito no MasterChef", disse.

"Lá, eles estão preparando chefs para as melhores cozinhas do mundo. Então, eles ensinam realmente você a trabalhar em uma cozinha profissional e essa experiência eu não tinha", completou. Bruna fez o curso de patissière em Ottawa durante quatro meses.

Depois de sua participação no programa, a professora de inglês passou a trabalhar integralmente com culinária. "Hoje em dia, eu sou uma consultora de empresas na área de gastronomia. Desenvolvo receitas, texto produtos e, ao mesmo tempo, eu trabalho com o público participando de feiras e aulas-show", contou.

Porém, a agora cozinheira profissional ainda alimenta um sonho antigo, desde à época da sua participação no talent show. "Um dia eu gostaria de ter um bistrôzinho, mas eu descobri que eu tenho muito para aprender ainda. Quero trabalhar mais, adquirir mais experiência. Mas hoje em dia eu já vivo da culinária", relembrou.

Questionada por Ana Paula, Bruna revelou que não mudaria muita coisa em sua trajetória no programa. "Eu escutaria os jurados desde o começo. É difícil para gente que não tem experiência, e está acostumado a fazer tudo do nosso jeito em casa, se adaptar em um programa da televisão. Tem tempo, tem competição. É preciso absorver o que eles estão falando", disse.

E, mesmo perdendo, ela manteria o menu que preparou para Henrique Fogaça, Erick Jacquin e Paola Carosella na final. "Eu gostei muito do cardápio. Sei que teve várias coisas que não foram bem-sucedidas, mas foi um momento tão original. Eu nunca tinha feito nada daquilo. Representou o que eu sentia na época", completou.

Bruna disse ainda que sente saudade do clima dos bastidores da sua temporada. "Gosto muito de rever as fotos dos pratos porque são coisas que a gente não faz todo dia. Foi uma oportunidade de criatividade que não se tem sempre, porque os chefs te forçam a sair da caixinha. Tenho muita saudade dessa liberdade criativa, dos participantes, das risadas que a gente dava. Era muito divertido", relembrou.

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário