Acho que o grande segredo é o tempo, diz Eduardo

Médico revelou que tem facilidade com o manuseio de facas e pretende estudar muito para chegar à final

Apontado como um dos crushes da nova temporada do MasterChef Brasil, o médico Eduardo Mauad surpreendeu os jurados Henrique Fogaça, Paola Carosella e Erick Jacquin com sua destreza ao limpar o carré de cordeiro durante a prova técnica.

"Eu estava um pouco ansioso com essa prova, porque eu poderia não ir para a cozinha caso não passasse. Quando mostraram que era um cordeiro, eu fiquei muito confiante porque eu gosto de carne e, particularmente, tenho facilidade de limpar", disse o paulista em entrevista ao Portal da Band.

"Acho que talvez, por conta da Medicina, eu tenho uma habilidade com materiais cortantes. Então, eu não tive muitas dificuldades. Comecei a limpar o cordeiro e acabei relativamente rápido. Limpei o osso, limpei toda a pele, tirei bonitinho e fiquei enrolando lá. Até que chegou um momento que não tinha mais como enrolar", contou.

Após apresentar seu trabalho para Fogaça, o médico tomou um susto e achou que havia sido eliminado. "Ele olhou para mim, olhou para o meu cordeiro e falou: 'Porta!' Nessa hora eu fiquei em choque, não entendi o motivo. Fui virando a cabeça e a porta começou a se abrir. Virei as costas e, quando eu estava saindo, ele falou: 'Pode ir para a cozinha'. Foi a maior emoção que eu senti", revelou.

"Até aquele momento eu achei que tinha saído e não sabia o porquê. Fiquei feliz, muito contente e cheguei bem mais tranquilo porque a Paola virou e falou: 'Você realmente achou que ia sair com esse carré perfeito?'. Daí eu cozinhei com mais tranquilidade", completou.

Eduardo contou também que o tempo é sua grande preocupação no programa. "No MasterChef, você não precisa ser um cozinheiro excepcional. Você tem que ser lógico, ser bom em técnicas, saber fazer um bom tempero, as combinações de prato, mas acima de tudo saber administrar seu tempo. Acho que o grande segredo é o tempo. Saber organizar, terminar seus pratos, enquanto está fazendo uma coisa já põe a água para ferver, limpa a carne, deixa temperando. Não perder tempo com relação a isso", afirmou.

"Minha estratégia vai ser essa. Organização e prestar atenção no tempo. Não quero ser um cozinheiro excepcional. Lógico que a gente tem que ter técnica, saber cozinhar, mas acima de tudo a gente tem que apresentar um prato que não fuja das nossas características, da nossa realidade não inventar coisas que a gente não sabe trabalhar. Então, eu vou ficar mais nessa zona de conforto mesmo", disse o médico.

"Acho que a Medicina pode me ajudar na questão da pressão, porque eu sou uma pessoa muito tranquila. Apesar de ficar ansioso, na hora que eu começo a cozinhar, eu fico tranquilo. A faculdade me trouxe muita organização também, eu sou uma pessoa muito organizada e dedicada com os estudos. Não tenho problemas de estudar e me dedicar. Essa sistemática pode contribuir para eu chegar à final do programa", concluiu.

Por avental, amadores limpam e preparam carré de cordeiro; veja fotos

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário