Polícia investiga venda de drogas na produtora do funkeiro MC Gui

Investigação policial iniciada há três meses aponta esquema de fraude complexo envolvendo a família do cantor

Com um mandado de busca e apreensão, a polícia de São Paulo está analisando o envolvimento da produtora RW em um complexo esquema de fraude e venda de drogas. A empresa não só representa o funkeiro MC Gui, como pertence a seus familiares.

Segundo o delegado Osvaldo Nico, as investigações começaram há três meses com suspeita de falsos sites de leilão de automóveis que aplicava golpes em seus clientes. Ao averiguar as contas de fluxo do dinheiro chegaram em pessoas ligadas à produtora RW.

A equipe policial compareceu ao local, onde documentos suspeitos, carros sem documentação e até pinos de cocaína foram encontrados. Ainda de acordo com o delegado encarregado do caso, a investigação é de grande complexidade, pois envolve agressões, lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e fraude.

Nenhum funcionário da empresa ou familiar de MC Gui foram encontrado no local para responder as perguntas da polícia. Nas redes sociais, o funkeiro recentemente postou fotos que mostram que ele se encontra em Miami, curtindo uma temporada de férias ao lado de Luiza Cioni, sua namorada.

Compartilhar

Deixe seu comentário