Fui quebrando barreiras até o fim, conta Maurren

Última mulher a deixar o Exathlon Brasil, campeã olímpica pensou em voltar a competir profissionalmente

Ao entrar no Exathlon Brasil, a campeã olímpica Maurren Maggi tinha apenas um grande objetivo: chegar à final do reality show mais difícil da televisão. Não sem muito esforço e sacrifício, ela conseguiu cumprir a sua meta pré-estabelecida antes mesmo de chegar à República Dominicana.

Em entrevista ao Portal da Band, Maurren disse que a experiência que teve no programa foi única. "Vou agradecer todos os dias a Deus por ter me dado essa oportunidade, de continuar a ser atleta. Eu tentei dar o meu melhor, fazer o meu melhor trabalho e ser eu dentro da prova, da competição, do dia a dia. Isso me fortificou a cada dia. Foi uma experiência incrível", afirmou.

"É muito bom ser a mulher a chegar mais longe porque você acaba representando as outras participantes que saíram e representando as mulheres do país. Então, você tem que passar uma imagem positiva, de que a mulher pode. E todo o tempo eu fui muito guerreira, em mostrar o melhor que você pode tirar de uma mulher. Espero ter passado uma mulher incrível, a mulher finalista, da melhor maneira possível", completou.

Entre os diversos os contratempos que passou, Maurren relembrou seu medo de aranhas e a lesão na virilha. "Eu pensei perrengue o tempo inteiro. Fome, desespero, insônia, cansaço e a gente não tinha tempo para se recuperar. A gente dormia cansado de uma competição e, no outro dia, a gente estava competindo novamente. Eu tentei ser o meu melhor, mas tinham muitos desesperos", explicou.

"Teve o episódio da aranha. Acho que foi pior que o machucado porque eu estava dormindo em uma cabana que não tinha porta, não tinha parede e elas estavam dormindo ali comigo, me rodeando. Eu sabia que a qualquer momento ela poderia aparecer ao meu lado e me deixar apavorada. Lesão eu tive a vida inteira, então eu sabia como lidar. Tive de arrancar o melhor de mim e ser consciente do que eu estava fazendo, porque eu fui devagar depois com os treinos para voltar o mais rápido possível para dentro da competição", disse.

Competidora nata, Maurren acendeu uma chama dentro do time dos Heróis quando o jogo já parecia perdido. "Se tem alguma coisa que eu tenho dentro de mim, é que eu sei competir. Eu queria muito mostrar para os Heróis, para quem desfocava da competição, que eu precisava de cada um deles para chegar à final. Era o que eu mais queria e eu tive que trazer eles para a competição", afirmou.

"Mostrei para eles, mesmo para quem eu achava mais fraco, que eles podiam, tanto quanto qualquer um de nós porque eu precisava deles e, certamente, eles iam precisar de mim. Eu fui muito 100% em todas as batalhas e tenho certeza que consegui tirar o melhor de cada um dos Heróis dentro da competição", completou.

Além de trazer o espírito competitivo, Maurren relembrou que foi a única a ter 100% de aproveitamento no ranking em uma das semanas. "Poxa, aos 41 anos de idade, um monte de mulherão por trás querendo minha pele na competição. Foi muito legal porque foi uma semana que eu fiquei muito focada. Dentro do Exathlon, eu fui quebrando barreiras até chegar hoje na final. Quebrei mais uma barreira, de ser a última mulher", comemorou.

"Passou um filme na minha cabeça e eu achei que eu pudesse estar dentro de mais uma Olimpíada. Porque é como eu me sentia aqui dentro da competição. Só que eu sei como é estar em uma Olimpíada. É exatamente confinamento, necessidade e saudade. E eu não quero mais isso. Passei muito tempo longe da minha família por causa disso e eu não quero mais. Quero ficar próxima dos meus pais", contou.

Ao final da entrevista, Maurren disse estar divida sobre para quem vai sua torcida no grande Desafio Final do reality show mais difícil da televisão. "Não tenho uma torcida, nem para o Marcel, nem para o Scooby. Os dois chegaram merecidade à final. Queria estar eu na final, mas os dois são pessoas queridas que moram no meu coração. Qualquer um dos dois, se ganhar, vou me sentir muito feliz. É como se eu tivesse ganhado a competição", finalizou.

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário