Mangueira conquista o 20º título do Carnaval carioca; Imperatriz e Império são rebaixadas

Verde e rosa levou para Avenida enredo sobre os heróis da resistência no Brasil e emocionou o público

A Estação Primeira de Mangueira é a grande campeã do Carnaval do Rio de Janeiro em 2019. O 20º título da história da verde e rosa veio com enredo sobre os heróis da resistência no Brasil.

A agremiação levou para a Avenida a "História pra ninar gente grande" e homenageou a vereadora Marielle Franco, assinada em março do ano passado, além de descontruir imagens históricas, como: Princesa Isabel, Dom Pedro I e Pedro Álvares Cabral.

Os 3500 componentes foram divididos pelo carnavalesco Leandro Vieira em 24 alas e cinco alegorias. A crítica social, que foi a temática de todo o desfile da Mangueira, ganhou ainda mais força na última parte com a presença de figuras associadas à lutas sociais e políticas, como o deputado federal Marcelo Freixo (Psol-RJ). A ala ainda trouxe uma bandeira do Brasil com as cores verde e rosa, e com outro lema: "Índios, negros e pobres" no lugar de "Ordem e Progresso".

O título da Mangueira veio no ano em que Chiquinho da Mangueira, presidente da escola, foi preso durante a operação Furna da Onça. O dirigente, que também é deputado estadual (PSC-RJ), é investigado pelo suposto recebimento de propinas mensais.

Na apuração desta quarta-feira, 6, a Mangueira sempre esteve entre as primeiras colocadas e assumiu a ponta isolada no quarto quesito, alegorias e adereços, para não largar mais.

Rebaixadas

Império Serrano e Imperatriz Leopoldinense foram as duas escolas rebaixadas. A escola de Madureira é considerada a madrinha da agremiação de Ramos. As duas vão tentar voltar à elite em 2020.

A preparação da Império Serrano enfrentou dificuldas financeiras e tinha carros sem acabamento há 15 dias do Carnaval. Já a Imperatriz, que foi rebaixada pela última vez em 1977, teve problemas com as três primeiras alegorias para entrar na Avenida, o que causou buracos na escola, prejudicando a evolução.

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário