É muito simbólico para mim subir no trio, afirma Pitty

Ao lado de Larissa Luz e Karina Buhr, cantora lidera o bloco Respeita as Minas, em Salvador

Baiana de nascença e com comportamento rock'n'roll, Pitty sempre causou muito impacto por onde passava. E é justamente essa atitude que ela leva para o bloco Respeita as Minas no Carnaval de Salvador. Durante sua apresentação na Casa Skol, a cantora comentou sobre a expectativa de liderar esse movimento.

"É muito simbólico para mim subir no trio. É caso de divã. Subir no trio na minha cidade depois de tantos anos de relação, relação esquisita, de tentar ocupar um espaço, de batalhar por isso e de repente ter a oportunidade de fazer parte dessa festa, dentro desse contexto, é muito especial", afirmou.

Ao lado de Larissa Luz e Karina Buhr, o bloco que está em seu segundo ano levará para as ruas canções essencialmente roqueiras e homenageará mulheres importantes. Para Pitty, fazer parte desse marco na história do Carnaval é bem gratificante.

"A gente nem tinha espaço, tivemos que criar o nosso. Não era nem uma coisa que você almejava, você fazer hardcore e rock em uma cidade como Salvador é difícil, então a gente criou. Tem o Palco do Rock que continua ai, mas ter essa oportunidade de juntar todo mundo é massa. Esse negócio de segregar é f***, a ideia não é essa. A ideia é que cada um respeite o seu posto, o seu contexto e possa conviver", explicou.

O bloco Respeita as Minas percorre o circuito Campo Grande nesta segunda-feira, dia 12, a partir das 17h.

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário