Vila Maria investe em desfile cultural sobre Manaus

Escola é uma das favoritas ao título

O estilo europeu da capital amazonense, enriquecido pelo nascimento do Teatro Amazonas, fruto de um investimento dos barões da borracha, foi o tema central do desfile da Unidos de Vila Maria. Com 27 alas, cinco carros e 3,5 mil integrantes, a azul, verde e branco pulverizou a avenida com muita cultura.

Mas quem pensar que o samba-enredo “Teatro Amazonas, Manaus em cena” falou apenas da casa de espetáculos se enganou. A vida econômica da cidade há 110 anos, as influências para a formação arquitetônica da região e a extração das seringueiras, matéria-prima do látex, ganharam boa parte da apresentação.

O declínio do setor no Norte do Brasil vem seguido da biopirataria, que obrigou a região a investir em outras atividades para escapar da miséria. É neste momento que o teatro substitui suas cadeiras por grandes mesas de banquetes.

O renascimento do Teatro Amazonas acontece na década de 1990, com a volta de óperas e espetáculos de música erudita. Roberto Carlos, Caetano Veloso, Adriana Calcanhoto e outros grandes nomes da MPB também são convidados a se apresentarem, retomando a agenda cultural de Manaus.

Na bateria, destaque para a dançarina Scheila Carvalho, madrinha dos ritmistas. Já em um dos carros alegóricos, quem honrou a fama de musa foi a modelo paraguaia Larissa Riquelme, pela primeira vez em São Paulo e no Carnaval da cidade.

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário