Pai de MC Gui pede perdão por vídeo do cantor rindo de garotinha: ‘Nada justifica’

Rogério Alves admitiu que o episódio foi infeliz e disse que a família vai procurar a criança para se desculpar

Rogério Alves, pai de MC Gui, foi entrevistado com exclusividade por telefone pelo Aqui na Band para falar sobre a polêmica envolvendo o filho. Nessa segunda-feira, 21, enquanto seguia do estacionamento para um dos parques da Disney, onde passa férias com a família, o cantor gravou stories no Instagram mostrando uma garotinha que estava no mesmo transporte. Na gravação, o cantor diz: "Mano, olha isso... [risos]", antes de filmar a criança que está a alguns metros dele. A menina parece perceber que está sendo alvo de piadas e se mostra constrangida.

Para o Rogério, o filho foi infeliz na gravação. "Queria pedir perdão a todos os brasileiros. Não foi correto o que ele fez, mas estão pegando pesado. A menina não tem câncer, já procuramos saber. Ela estava fantasiada para o Halloween. Nada justifica a forma como foi feito e acabou virando uma brincadeira de mau gosto", admitiu.

No entanto, o empresário defendeu que Guilherme não agiu de má fé. "Ele achou engraçado o personagem e a gente só tem de pedir desculpas pelo ocorrido. Conheço o filho que tenho. Hoje a gente ajuda muitas ONGs, crianças carentes, mas nada justifica".

Rogério ainda esclareceu que não tem conhecimento do cancelamento de dois shows do funkeiro após o episódio. "Até agora não chegou nada oficial, mas a repercussão está muito grande por ser uma criança. Não foi legal, eu como pai também não gostaria de ver isso, mas só temos que pedir desculpas. Vamos tentar achar a garota e mostrar que tudo não passou de um grande mal-entendido. Ele está muito arrependido e quer pedir desculpas a quem for preciso", concluiu direto dos Estados Unidos.

A escola de idiomas CNA Três Lagoas, em Mato Grosso do Sul, emitiu uma nota no Facebook anunciando o cancelamento da apresentação que o artista faria no dia 31 de outubro em um evento de Halloween. "Reforçamos que ética e respeito fazem parte dos valores da nossa empresa e qualquer situação que vá contra nossos princípios em nenhuma hipótese é aceita", diz o texto.

A prefeitura de Cambuquira, em Minas Gerais, também informou que uma apresentação, que ocorreria no começo de novembro, foi cancelada pelo organizador do evento.

Veja o vídeo que gerou toda a polêmica:

Compartilhar

Ler a notícia completa

Deixe seu comentário