Veja 8 dicas para conhecer bem o Japão

Conhecer um pouco desta esta vasta cultura em pouco tempo não é uma tarefa nada fácil

Visitar o Japão é mergulhar em um mundo único, que equilibra tradições milenares com um dos ritmos de vida mais frenéticos de todo o mundo.

Conhecer um pouco desta esta vasta cultura em pouco tempo não é uma tarefa nada fácil para quem viaja à terra do sol nascente. 

Para facilitar a vida de quem nunca foi ao país, mas quer vivenciar alguns dos aspectos essenciais do Japão, o jornal “The Huffington Post” listou oito coisas que não podem deixar de serem apreciadas. Confira quais são elas:

Cerimônia do chá

O ritual é uma tradição muito antiga e venerável, que segue quatro aspectos básicos: harmonia, respeito, pureza e tranquilidade. O objetivo do anfitrião é oferecer uma bela experiência espiritual para todos os envolvidos. Por isso, tudo desde a comida até a pintura nas paredes, é feito com esmero.

Gueixas

Muitos populares durante o século 19, a profissão continua até os dias de hoje, mas em escala bem menor. Elas não são prostitutas, mas verdadeiras artistas muito bem treinadas em canto, dança e em ter conversas estimulantes. Conhecidas por sua maquiagem e quimonos extremamente elaboradas, gueixas autênticas não são fáceis de serem encontradas e muitas vezes se apresentam em clubes particulares. Uma boa oportunidade de vê-las é caminhar ao anoitecer pelo distrito de Gion, em Kyoto.

Shutterstock


Monte Fuji

A montanha mais alta do Japão é um vulcão adormecido, cuja última erupção ocorreu há 300 anos. Considerado um dos lugares mais bonitos do país, subir ao seu cume é permitido para qualquer pessoa e cerca de 300 mil visitantes fazem a rota todos os anos. O período em que é possível realizar a caminha, porém, é curto, e só dura só de junho a agosto, já que no restante do ano o clima é muito imprevisível e a neve muito abundante.

Degustação de saquê

Este tipo único de vinho feito de arroz  é a bebida nacional. Existem centenas de estabelecimentos no Japão que produzem uma ampla variedade de saquê, com gostos e aromas diversos. Dependendo do tipo, o drink tem de ser servido quente, gelado ou na temperatura ambiente. Por causa disso, é aconselhável pedir ajuda a um barman na hora de provar o vinho. 


Sushi

Provavelmente o produto de exportação mais conhecido do país, o melhor lugar para prová-lo é ao redor do mercado de peixe Tsukiji, em Tóquio. A pedida é chegar cedo ao local e ver uma quantidade inimaginável de frutos do mar frescos. Depois, vá até um dos sushimen locais e peça uma das variedades da iguaria que só são feitas por lá.

Shutterstock

Sumô

Às vezes tratado como piada no Ocidente, o esporte é muito sério e apreciado no Japão. Tóquio, Osaka, ou qualquer outra grande cidade japonesa oferecem boas lutas da modalidade centenária. Fique atento e compre os bilhetes para os combates com antecedência, pois frequentemente as entradas se esgotam rapidamente.

Onsens

As onsens, ou fontes de água termais, estão por toda a parte no Japão e as casas de banho são muito populares no país. Um dos estabelecimentos mais luxuosos do gênero é o Spa World, que fica em Osaka. Mas atenção: normalmente é preciso estar nu para curtir o banho relaxante e existe separação entre homens e mulheres. Além disso, muitas casas não permitem a entrada de pessoas com tatuagens.

Cultura jovem japonesa

O bairro de Harajuku, em Tóquio, é o expoente máximo de um estilo de vida absolutamente único de parte dos jovens nipônicos. Ali, garotos e garotas com um estilo fashion extravagante ou vestindo fantasias  são figurinhas certas. A área também é uma vitrine da cultura kawaii, na qual tudo é “fofo”.

Akihabara, também conhecida como a “cidade elétrica” é outro ponto de Tóquio que merece ser visitado. Centro do que há de mais moderno em tecnologia no Japão, caminhar à noite em meio aos seus painéis luminosos, anúncios que piscam e lojas de anime é uma verdadeira viagem ao futuro.

Shutterstock
 

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário