Cristopher Clark vence o X Factor Brasil

Tive muitas vitórias e muitas derrotas, relembra o vencedor do talent show musical

O cantor Cristopher Clark, da categoria Adultos, foi o grande vencedor da primeira temporada do X Factor Brasil. O anúncio foi feito na noite desta quarta-feira, dia 23. Com mentoria do jurado Rick Bonadio, ele ganhou um contrato exclusivo de gravação com a Sony Music Brasil.

A cantora Jenni Mosello, representante da categoria Mulheres, que teve mentoria de Alinne Rosa, ficou em segundo lugar. Já o grupo Ravena, que contou com mentoria de Paulo Miklos, terminou a atração em terceiro.

Em entrevista ao Portal da Band, Cristopher Clark ressaltou a sua trajetória como artista e disse não se incomodar com o fato de ser mais velho. "É o que eu sou, um cara de 43 anos que teve muitas vitórias e muitas derrotas. As marcas estão aqui no meu corpo, no meu rosto e eu me orgulho de chegar aonde cheguei", afirmou.

Segundo o cantor, o primeiro sentimento que teve ao ouvir seu nome ser pronunciado por Fernanda Paes Leme foi de gratidão. "Minha história é meio louca e eu já passei por muita coisa. Entrei no X Factor por incentivo dos meus amigos e no começo eu não estava levando tão a sério, de repente. Quando eu fui para o Centro de Treinamento, eu comecei a entender a dinâmica do jogo e eu entrei de cabeça. Fui colocando minha experiência, minha energia e minha vontade para fora. Fui crescendo na competição, mas nunca a ponto de achar que eu iria ganhar. Meus irmãos e eu brincamos que eu era o 'underdog' [azarão, em tradução livre]", disse.

"Eu me sentia realizado já de chegar à final, sabe? Quando ouvi meu nome, foi uma bênção. Eu comecei a pensar somente no meu futuro após chegar à final do X Factor: o que eu poderia fazer em relação a shows, a empresário, à gravadora. Porque eu realmente não acreditava que iria ganhar. Estar na final me possibilitou fazer alguns planos, mas agora de repente os planos são outros", completou.

Cristopher também ressaltou o aprendizado que teve com Rick Bonadio, mentor da categoria Adultos. "Eu era um cara muito fechado no começo do programa para me comunicar com as câmeras e acho que dei uma melhorada agora. Ele me ajudou desde essa parte até a parte de preparação, toques para os arranjos vocais das músicas e também na escolha das canções. Acho que ele me favoreceu com músicas maravilhosas e eu só tentei retribuir o favor que ele me deu, dando o máximo de mim para o Brasil e para ele", explicou.

Questionado sobre estar preparado para ser famoso, o vencedor do talent show disse que "sucesso é apenas consequência". "O meu sonho sempre foi viver bem de música. Eu amo o que eu faço, mesmo que seja tocando em barzinho ou tocando para 40 mil pessoas como eu já fiz. Eu estou preparado para fazer o que eu amo, que é cantar. Estou animado pelo contrato, mas estou mais animado ainda por poder cantar pelo Brasil inteiro. Isso é o que mais me motiva. O contrato possibilita que eu tenha uma estrutura melhor que pegar o meu carro ou uma van e sair tocando por aí", finalizou.

Relembre o episódio

O programa começou com os jurados fazendo um balanço da primeira temporada do X Factor Brasil. Depois, foi a vez dos participantes que chegaram ao Top 10 da atração apresentarem um número musical. Heloá Holanda, Naomi Dominguez, Conrado, Diego Martins, Rafael Oliveira, Valter Jr. e Vinícius, Ravena, Cristopher Clark e Jenni Mosello cantaram Viva La Vida, do Coldplay.

A atração continuou com uma apresentação da funkeira Ludmilla, que interpretou os hits Sou Eu e Bom. O talent show ainda mostrou as últimas 24 horas dos três finalistas e dos jurados Rick Bonadio, Alinne Rosa, Di Ferrero e Paulo Miklos.

Entre os finalistas, Jenni Mosello foi a primeira a se apresentar. Ela interpretou o sucesso You Know I'm No Good, de Amy Winehouse. "Eu posso dizer que você embriagou a gente. Você tem o jazz", disse Di Ferrero. "Nós assistimos você vestir a pele de várias personagens, sempre com verdade", afirmou Paulo Miklos. "Acho que foi a primeira vez que eu vi uma cantora interpretar Amy Winehouse sem imitá-la. Você colocou a sua personalidade", elogiou Rick Bonadio. "Eu só vou pedir para a turma de casa continuar votando porque você precisa ganhar esse X Factor", finalizou a mentora Alinne Rosa. Após o feedback dos jurados, ela viu vídeos de sua família e ficou bastante emocionada.

Em seguida, Cristopher Clark apresentou Quando o Sol Bater Na Janela do Seu Quarto, de Legião Urbana, com uma pegada mais rock. "Eu adorei sua versão, totalmente diferente. É talento e a gente quer ver esse programa bem representado", disse Alinne Rosa. "A gente viveu uma parte da sua história, eu sei que é uma longa caminhada e você merece estar aqui", afirmou Di Ferrero. "É muito bom ver você cantando rock nacional. Isso te ajuda a se encontrar como pessoa, como intérprete", elogiou Paulo Miklos. "Você cantou com classe, cantou com energia e você está tranquilo, com estilo rock'n'roll e madurão", finalizou o mentor Rick Bonadio. Após os comentários dos jurados, Cristopher assistiu a um vídeo de sua família e ficou visivelmente emocionado.

O grupo Ravena foi o último dos finalistas a se apresentar, com o hit Sim Ou Não de Anitta. "Foi a apresentação mais legal de vocês, vocês arrebentaram. Eu gostei de tudo. Veio no dia certo", afirmou Rick Bonadio. "Gostei da versão que vocês fizeram, com um tom a cima, ficou mais alegre. A Jack quebrou tudo, fiquei de cara", disse Alinne Rosa. "É muito menos ver vocês cantando bem como um grupo. Foi demais a apresentação, vocês estão cada vez mais unidas. Parabéns", elogiou Di Ferrero. "Eu como mentor só posso pedir uma camiseta dessa para mim", brincou o mentor Paulo Miklos. Depois da interpretação, Lais Bianchessi, Lara Dominic, Jack Oliveira e Julia Rezende assistiram a um vídeo com depoimento de seus familiares.

O programa continuou com uma apresentação de Tiago Iorc, que interpretou o sucesso Amei de Te Ver. "Eu estou torcendo por todo mundo, acho que participar de um programa desse já é uma grande vitória. E estou torcendo pela segunda temporada", disse o cantor ao ser questionado por Fernanda Paes Leme sobre sua torcida na atração.

As votações do X Factor Brasil então foram congeladas para a primeira eliminação da noite. Antes de o resultado ser anunciado, a banda Jota Quest se apresentou no palco da atração e cantou seus hits Blecaute e Um Dia Para Não Se Esquecer (Sunrise). Fernanda Paes Leme então revelou que Jenni Mosello e Cristopher Clark estavam entre os finalistas, eliminando assim o grupo Ravena e reabrindo as votações populares.

A atração continuou com uma nova apresentação de Jenni Mosello que interpretou Oração, da Banda Mais Bonita da Cidade. Depois, foi a vez de Cristopher Clark cantar Stone Cold, de Demi Lovato. Desta vez, os jurados não deram feedback das apresentações e as votações foram encerradas. Fernanda Paes Leme anunciou Cristopher Clark como o grande vencedor da noite e o roqueico cantou Kiss, de Prince, para comemorar a vitória.

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário