Tamanho de fonte
Atualizado em segunda-feira, 18 de setembro de 2017 - 18h01

Televisão brasileira nascia há 67 anos

Assis Chateaubriand foi o resposável por implementar o projeto
Teledramaturgia era ao vivo nos primórdios da TV Tupi / Divulgação Teledramaturgia era ao vivo nos primórdios da TV Tupi Divulgação

A televisão brasileira completa 67 nesta segunda-feira, dia 18. O veículo nasceu graças ao empenho de Assis Chateaubriand, que comandava o complexo de comunicação chamado Diários e Emissoras Associadas, com radio, jornais e revistas de grande penetração em todo o país.

O “velho capitão” como era chamado decidiu implantar a TV no Brasil e fez de tudo para que isso acontecesse. Fomos o quarto país do mundo a ter a tecnologia.

Quem testemunhou esse início e ainda acompanha televisão tem muito a refletir. Inicialmente dedicada à elite, que tinha poder aquisitivo para comprar seu aparelho, a nossa TV foi se adaptando a cada ano e se tornou o maior veiculo de comunicação de massa. É praticamente impossível que o Brasil se tornasse o que é hoje se não houvesse a nossa televisão ou se ela fosse diferente do que é. E isso vale para o bem ou para o mal.

Como toda conquista a implantação da TV no Brasil se deu por etapas. Uma pré-estreia aconteceu no dia 3 de Abril de 1950, mostrando uma apresentação de frei José Mojica, cantor e galã mexicano que se tornou franciscano, diretamente do saguão dos Diários Associados, na rua Sete de Abril, em São Paulo. No dia 10 de setembro foi transmitido um filme em que Getúlio Vargas falava sobre seu retorno à vida política.

Finalmente no dia 18 de setembro daquele ano entrou no ar, oficialmente, a TV Tupi de São Paulo, PRF-3 TV, canal 3. Chateaubriand havia encomendado à RCA equipamento para duas emissoras de televisão. Uma para o Rio, a capital e outra para São Paulo. Por várias razões o projeto de São Paulo andou mais rápido e a capital paulista teve essa primazia. A antena da primeira emissora da América Latina foi instalada no edifício do Banco do Estado de São Paulo.

O primeiro programa transmitido foi o TV na Taba, apresentado por Homero Silva. Com as presenças, entre outras, de Lima Duarte, Mazzaropi, Ciccilo, Lia Aguiar, Vadeco, Ivon Cury, Lolita Rodrigues, Wilma Bentivegna, Aurélio Campos, do jogador Baltazar e da orquestra de George Henri. A transmissão foi assistida em 200 aparelhos importados por Chateaubriand e estrategicamente espalhados pela cidade.

As marcas Sul América Seguros, Antárctica, Moinho Santista e Prata Wolf foram os primeiros anunciantes. A partir daí o Brasil nunca mais seria o mesmo. A TV passou a fazer parte do nosso dia a dia.