Tamanho de fonte
Atualizado em quinta-feira, 7 de setembro de 2017 - 11h49

Em nova fase, Narcos tem menos violência e ação

Diretor-executivo diz que a nova temporada trabalha mais o suspense
Nova temporada é focada no Cartel de Cali / Divulgação/Netflix Nova temporada é focada no Cartel de Cali Divulgação/Netflix

Após de 20 episódios repletos de cenas de explosões, tiros, assassinatos, invasões e fugas, Narcos chega à terceira temporada com uma nova história, o Cartel de Cali, que trabalha de forma muito diferente de Pablo Escobar. Por isso, alguns fãs da série podem estranhar a diminuição das cenas de violência e ação.

Andi Baiz, diretor-executivo da série, diz que a nova fase trabalha mais o suspense. "Eu não acredito que esteja mais lenta e sim que ela tem mais elementos surpresa. A segunda temporada teve muita violência: o governo atacava Escobar e ele atacava o governo. Já essa é uma temporada de suspense, é mais sobre segredos, sobre a vida das pessoas. E o jeito que Cali operava era muito diferente do jeito que Escobar trabalhava. É mais surpreendente, tem um quê de (Alfred) Hitchcock", disse Baiz em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo.

Pedro Pascal, que dá vida a Javier Peña, acredita que há, sim, bastante ação nessa temporada, apenas de um jeito diferente: "Há mais problemas, há helicópteros, selvas, buscas. Nós nunca conseguimos agradar a todos mas, pessoalmente, estou mais interessado em bons personagens e em imprevisibilidade do que ver o cérebro de alguém explodindo".

Confira também
Narcos chega a sua terceira temporada na Netflix
Trailer de Narcos mostra cenas sem Wagner Moura
Filho de Pablo Escobar lista erros na série Narcos