Conheça as 12 casas que regem seu mapa astral

André Mantovanni explica o significado de todos os aspectos que compõe um mapa astral e como é sua interpretação

Desde os primórdios, o ser humano tem a necessidade de se compreender no mundo e a astrologia sempre foi um dos instrumentos mais utilizados nesse sentido. Para André Mantovanni, esta ciência em desenvolvimento constante teve um papel fundamental para a sobrevivência do homem.

Durante os bastidores do Melhor da Tarde, o espiritualista comentou um dos aliados mais populares para compreender a si e os outros ao seu redor: o estudo do mapa astral, ou também conhecido como carta natal. "O mapa é um retrato do céu no momento em que você deu o primeiro sopro de vida fora da barriga da sua mãe", explicou.

"Naquele momento, o céu estava de um jeito e nós carregamos uma ressonância do céu dentro de nós. É como se fosse um espelho que vai dizer muito da sua personalidade, características, caminhos de vida e das dificuldades que você vai enfrentar", apontou. Para fazer a leitura precisa de um mapa astral, é necessário, acima de tudo, o horário exato do nascimento, além do local e data composta de dia, mês e ano. Sem essas informações, não é possível realizar os cálculos e entender toda a complexidade de conjunções astrológicas que influenciam o seu ser.

Com essas informações em mãos, o astrólogo analisa as constelações dos signos, e como cada casa rege uma dimensão da vida da pessoa. "Depois disso observamos os planetas no mapa, pois eles representam a força que você está exercendo dentro daquela casa, as facilidades e dificuldades. Com isso, vemos os aspectos e a combinação disso", ressaltou. Ao todo, são doze casas que compõe um mapa e cada uma tem sua simbologia", afirmou. Pensando nisso, pedimos para André Mantovanni não só lista, mas também explicar o que cada uma delas significa. Confira:

Casa I: Eu Sou. Tudo aquilo que você é, sua personalidade, aquilo que você mostra para o mundo e está presente no seu ser e nunca vai mudar.

Casa II: São meus valores. Tudo aquilo que valorizo, como faço para ganhar dinheiro. É o lado mais físico e material da vida. Além também dos valores que eu levo como premissa. Tanto objetivo quanto subjetivo.

Casa III: Minha comunicação. A forma como me comunico e aprendo com o mundo ao meu redor. É muito ligado à infância e o desenvolvimento.

Casa IV: As origens. De onde eu vim, seja dessa vida e das outras encarnações. É uma casa karmica, mostra as raízes e o que você trouxe como bagagem dessa e de outras vidas. Alguns falam que esta é a casa da mãe.

Casa V: Criatividade. Tem ligação com os relacionamentos passageiros, a paquera e sedução. É como eu uso minha criatividade. Não é a casa dos relacionamentos, mas das paqueras.

Casa VI: Trabalho e Saúde. Os animais domésticos também entram aqui.

Casa VII: Aqui sim é a casa dos relacionamentos e como eu lido com meus inimigos declarados. Não é só relacionamento de amor, mas com o outro. São dois pontos opostos no mapa. Como que se lida com o outro, em diferentes momentos.

Casa VIII: Transformações, mudanças. Tudo que eu passo de mudança na sua trajetória, é esta casa que vai mostrar como que você lida com isso.

Casa IX: Estudos. Aqui reúne tudo sobre as filosofias, a fé, a religião, as crenças. Também se encaixam as grandes viagens, doutorados, mestrados e especializações. Esta é a casa da liberdade pessoal.

Casa X: Carreira. Não só trabalho, mas metas de vida, mostrando os grandes objetivos. Normalmente saímos das casas IV para chegar na X. Todo esse percurso é o que eu pretendo realizar na vida, principalmente no trabalho. É o ápice, o meio do céu, o lugar mais alto do mapa, onde se concentra as maiores potencialidades.

Casa XI: Amigos e projetos futuros. Associações de grupos.

Casa XII: É o inconsciente, aquilo que não está claro. Geralmente esta casa guarda os maiores desafios.

Ao final, Mantovanni ainda ressaltou que as casas IV, VIII e XII são casas consideradas karmicas. "São heranças espirituais, memórias trazidas de outras vidas, estão nessas casas. Como cada casa pode estar vazia ou ter planetas, e eles, por sua vez podem estar em bom aspecto ou mal aspecto é que vemos como que o mapa vai estar se relacionando nessas doze dimensões da vida", complementou o astrólogo.

Confira o trabalho de André Mantovanni e assista aos vídeos do Melhor da Tarde! O programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, das 14h às 15h apenas para São Paulo, e das 15h às 16h para todo o Brasil, na tela da Band (com transmissão simultânea no site e no aplicativo da emissora para smartphones).

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário