Não fiquei chateado com a derrota, diz Marcelo

Vice-campeão do MasterChef Profissionais pretende abrir bar gastronômico e hamburgueria

Marcelo Verde não escondeu que ficou decepcionado ao ver que Erick Jacquin, Paola Carosella e Henrique Fogaça acabaram consagrando Dayse Paparoto como primeira MasterChef Profissional do Brasil.

O paulista de 27 anos confessou que esperava um resultado diferente. "Não fiquei chateado com a derrota porque a Dayse é uma boa cozinheira, ela merecia como todos mereciam, mas fiquei chateado com as notas", lamentou.

Durante a sua trajetória no talent show culinário, Marcelo acabou sendo acusado de machista devido as suas declarações sobre Dayse. "As pessoas confundiram totalmente a minha rivalidade com machismo. A ponto de se doerem pela pessoa mais fraca – na opinião delas – e verem aquilo como machismo. Eu vejo que o povo brasileiro gosta dos fracos e oprimidos", argumentou.

Apesar disso, ele garante que lida bem com as críticas nas redes sociais. "Falem bem, falem mal, mas fale de mim. É normal, quando a gente aparece na televisão, consequentemente vem as críticas e eu estou super tranquilo em relação a isso", explicou.

Fora do programa, o vice-campeão está cheio de planos. "Estou com um projeto de uma hamburgueira em Alphaville, super interessante, com o meu cardápio, que deve abrir em 20 de dezembro. Além disso, quero conseguir abrir meu bar gastronômico, estou esperando aquele sócio para me ajudar", contou ao risos.

Reveja o anúncio do vencedor do MasterChef Profissionais:

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário