Milagre, define Abel sobre vitória do time vermelho

Capitão da equipe afirmou que não esperava ter vencido o desafio depois de não ter entregado 15 pratos

O capitão do time vermelho Abel Chang achava que a vitória era um sonho cada vez mais distante após perceber que não iria conseguir servir lasanha para todos os convidados. No entanto, na hora de votos, ele percebeu que os 15 pratos principais não servidos não fariam diferença.

"Foi uma tarefa muito difícil, extremamente difícil. Foi um erro de cálculo meu e eu contei errado o número de porções. Então, faltou. Sabe quando a gente diz: 'Só por um milagre?'. Foi esse caso. Só por um milagre venceríamos essa prova. Graças a Deus deu tudo certo", afirmou Abel ao Portal da Band.

O cozinheiro amador também afirmou ter se sentido honrado ao servir atletas como Marcelo Negrão, Virna, André, Fofão, Murilo, Paula Pequeno, Gustavo, Fernanda Venturini, Sidão, Fabi e Maurício. "É engraçado, porque eu não acompanho esportes, mas foi uma grande honra. Eles são, querendo ou não, os heróis da nossa pátria", explicou Abel.

"Muitas vezes eles tem que treinar em condições precárias. O nosso país investe muito pouco no esporte. Eles não têm o respeito e as condições que merecem. Não são valorizados da maneira que merecem, porque eles dão o sangue pelo nosso país. Vão lá defender a nossa bandeira por conta, por vontade e por patriotismo", finalizou o participante.

Veja as fotos da prova em equipe no Ginásio Ibirapuera:

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário