quarta-feira, 23 de dezembro de 2015 - 00h44 / Atualizado em quarta-feira, 23 de dezembro de 2015 - 15h00

Clima mais de festa, afirma Izabel de desafio

Campeã da segunda temporada falou sobre comandar a equipe vermelha e cozinhar com os seus amigos

Izabel Alvares comandou a equipe vermelha Foto: Carol Gherardi e Marcello Morales/Band

| entretenimento@band.com.br

Vencedora da segunda temporada do MasterChef Brasil, Izabel Alvares liderou a equipe vermelha no especial de Natal do programa. Sua equipe – formada por Fernando, Jiang, Lucas, Murilo e Raul – não foi a vencedora, mas conseguiu arrecadar um prêmio de R$ 20 mil para a instituição Tucca.

Segundo a capitã do grupo, o clima na cozinha do MasterChef foi um dos melhores possíveis. "Foi um prazer enorme cozinhar. Um clima bem diferente do que a competição normalmente, um clima de amizade. Nessa disputa só tinha boas energias, todo mundo dando o seu melhor para tentar ganhar o maior prêmio para a instituição", afirmou Izabel.

Apesar de ter perdido, a campeã do reality culinário disse que não mudaria a sua estratégia. "Acho que tivemos erros de execução em dois ou três pratos, mas trabalhamos bem dentro das nossas limitações. Não houve discussões nem atropelamentos, fomos organizados. Para mim, foi uma questão de gosto dos chefs e dos convidados. Acho que o menu da outra equipe era um pouco mais sofisticado e o nosso era mais pesado. Isso influencia, mas não mudaria nada que fizemos ali. Foram os detalhes que decidiram", garantiu.

Segundo Izabel, competir com outra equipe não trouxe um clima de animosidade entre os cozinheiros. "Eu sinceramente não pensei no outro time como adversário, mas sim como pessoas que viveram a mesma experiência que meus colegas e nos juntamos para fazer algo legal. O clima foi muito mais de festa do que de competição", disse. "É claro que durante a prova a gente acaba esquecendo que a outra equipe estava ali, mas no final das contas foi uma experiência muito positiva. A Elisa era uma pessoa que eu queria muito conhecer, conversar e absorver o máximo de histórias. Afinal, eu vou fazer a mesma coisa que ela", completou, se referindo à viagem para França, para estudar na Le Cordon Bleu.

A capitã da equipe vermelha também elogiou muito a equipe da capitã azul. "A Elisa está num grau bem mais avançado que eu na profissão. Ela está na cozinha profissional a mais tempo que eu, sou amadora ainda. Ao meu ver, os chefs trataram a gente com muita franqueza, como sempre fizeram, corrigiram os erros, mas eu pude perceber que eles sentiram um pouco de orgulho pelo que a gente apresentou. Foi algo muito positivo e deu para perceber que eles estavam querendo ajudar a gente a aprender mais. Estávamos trocando figurinhas técnicas", finalizou aos risos.

Quer testar também as suas habilidades culinárias? As inscrições para a terceira temporada do MasterChef Brasil já estão abertas. Os interessados devem entrar no site oficial do programa, seguir as instruções, preencher o formulário e mandar seus dados para a produção do programa.

 

 

Você viu?

Final do MasterChef Júnior deixa Band em primeiro lugar

"Pretendo seguir carreira em Gastronomia", afirma Lorenzo

"Fiquei muito feliz pelo Lorenzo", conta a finalista Lívia

 

Lorenzo é o primeiro vencedor do MasterChef Júnior

Lorenzo vence o MasterChef Júnior

 

MasterChef: o que não pode faltar na mesa no fim de ano

Matheus segurando o microfone