Tamanho de fonte
Atualizado em quarta-feira, 3 de outubro de 2012 - 13h18

Hebe Camargo morre aos 83 anos

Apresentadora lutava contra um câncer no peritônio
Hebe Camargo durante gravação de seu programa / Fábio Guinalz/AgNews Hebe Camargo durante gravação de seu programa Fábio Guinalz/AgNews

Hebe Camargo morreu aos 83 anos na madrugada deste sábado, dia 29, após sofrer uma parada cardíaca em sua casa, no Morumbi, em São Paulo, informou a assessoria do SBT. A apresentadora lutava contra um câncer no peritônio, diagnosticado em janeiro de 2010. 

Em março, a rainha da TV brasileira retirou um tumor que estava obstruindo seu intestino. No mês seguinte, ela passou por uma cirurgia de emergência para a retirada da vesícula e, em julho, passou cinco dias longe de casa para exames de rotina.

Desde então, a loira estava afastada das telinhas. Na quinta-feira, dia 27, o SBT anunciou o retorno de Hebe à emissora, após ela rescindir contrato com a RedeTV!, onde estava desde o final de 2010.

Por meio do Twitter, ela festejou a sua volta. “Meus lindos, nem acredito!!! Estou de volta ao SBT, meu coração está disparado! Feliz, feliz, feliz, feliz".

Uma vida marcada pelo sucesso

Hebe Maria Monteiro de Carmargo Ravagnani nasceu em Taubaté, interior de São Paulo, em 1929. Quis o destino que fosse oito de março, Dia Internacional da Mulher. Nada mais apropriado para aquela que foi exemplo de sucesso e determinação.

Desde menina sonhou com a carreira de cantora e ainda muito jovem formou a dupla caipira Rosalina e Florisbela, ao lado da irmã. No rádio foi chamada de estrelinha do samba e logo no início da extinta TV Tupi, apresentou-se num dueto com Ivon Curi, no programa "Rancho Alegre".

Em 1975, estreou o primeiro programa feminino da TV brasileira, chamado “O Mundo é das Mulheres”.

Sua passagem pela TV Bandeirantes foi decisiva para a carreira de apresentadora. Comandou de 1979 a 1986 o "Programa Hebe". Em 1980, fez a última entrevista com o cineasta e ator Mazzaropi, que morreria no ano seguinte.
 
Na Band, a apresentadora também fez uma participação especial na novela “Cavalo Amarelo”, de 1980. E em 1985, uma entrevista marcante com o médium espírita Chico Xavier.

A apresentadora seguiu a carreira na TV Record e no SBT, onde ficou por 24 anos, recebendo seus convidados no famoso sofá e com o bordão característico: “que gracinha”.

No final de 2010, Hebe foi contratada pela RedeTV!, mas deixou a emissora recentemente, retornando ao canal de Silvio Santos. O anúncio de sua volta ao SBT aconteceu no último dia 27.