Tamanho de fonte
Atualizado em sexta-feira, 11 de agosto de 2017 - 14h45

Angelina Jolie e Brad Pitt estariam se reconciliando

Fontes afirmam que os atores não avançaram com o processo do divórcio
Angelina Jolie e Brad Pitt se separaram em 2016 / Mario Anzuoni/Reuters Angelina Jolie e Brad Pitt se separaram em 2016 Mario Anzuoni/Reuters

O casal mais famoso de Hollywood, Angelina Jolie e Brad Pitt, estaria se reconciliando e, ao que tudo indica, a atriz teria mudado de ideia sobre a separação, revelou a revista US Weekly nessa quinta-feira, dia 10.
   
De acordo com uma fonte próxima ao casal, citada pela publicação, os dois atores não concluíram o divórcio. "Eles não fizeram nada para avançar o processo nos últimos meses e ninguém acredita que vão fazê-lo".
   
Jolie, que se separou de Pitt em setembro de 2016, poderia estar repensando o caso e estaria disposta a "perdoar" Pitt. Ainda segundo a fonte, a norte-americana lamenta a decisão e suas consequências, sobretudo a forma como as pessoas de seu círculo pessoal estavam "difamando" o ex-marido.
   
Recentemente, em uma entrevista à revista GQ, Brad Pitt quebrou o silêncio e admitiu o consumo excessivo de álcool e maconha. No entanto, o astro de 53 anos disse que parou de beber e que está fazendo terapia. Na ocasião, o galã afirmou que ele e Angelina firmaram um acordo para resolver os problemas familiares de maneira amigável e privada. Além disso, admitiu que sua separação com a atriz foi "grande geradora de mudanças".
   
A entrevista teria causado comoção em Angelina, que ficou impressionada com a vontade de mudar de Pitt e afirmou estar disposta a aceitar o ex-marido de volta, segundo a publicação. "Ela ainda é muito apaixonada por ele", ressaltou a fonte.
   
"Todos acham que eles vão voltar", disse outra pessoa ouvida pela revista. "Não seria surpreendente se eles anunciassem que estão voltando atrás e tentando resolver as coisas", completou.

Angelina Jolie e Brad Pitt estavam juntos desde 2004. Em setembro de 2016, a atriz pediu o divórcio e disse que a decisão foi tomada "pela saúde da família", alegando que a separação foi causada por "diferenças irreconciliáveis". No entanto, durante o processo de divórcio, Brad Pitt foi alvo de investigação por sr acusado de agredir verbalmente e fisicamente um de seus filhos durante um susposto incidente no avião particular da família.

Leia também:
Angelina Jolie se diz aborrecida com críticas
Angelina Jolie foi diagnosticada com paralisia facial