Tamanho de fonte
Atualizado em quinta-feira, 18 de maio de 2017 - 18h05

Chris Cornell cometeu suicídio por enforcamento

Relatório completo da autópsia do corpo do músico ainda não foi finalizado
A morte de Chris Cornell chocou amigos e fãs  / Danny Moloshok/Reuters A morte de Chris Cornell chocou amigos e fãs Danny Moloshok/Reuters

Chris Cornell, vocalista do Soundgarden, morreu depois de se enforcar, informou o escritório do médico legista do condado de Wayne nesta quinta-feira, dia 18.

O músico de 52 anos foi encontrado morto no banheiro de seu quarto de hotel em Detroit na noite de quarta-feira após tocar na cidade com a banda de grunge. "A causa da morte foi determinada como suicídio por enforcamento. O relatório completo da autópsia ainda não foi finalizado", disse o escritório do legista em um comunicado depois de realizar uma autópsia inicial.

O agente de Cornell, Brian Bumbery, havia descrito a morte mais cedo como "súbita e inesperada". O porta-voz da polícia de Detroit, Dan Donakowski, disse que policiais foram chamados ao hotel de Cornell por um amigo do cantor perto da meia-noite e que o encontraram "caído no banheiro, sem reação, e falecido".

"O que eu mais anseio em ter – porque tenho feito tantas turnês, especialmente nos últimos dois anos, sozinho – é a camaradagem. É o que nos fazia falta quando não éramos uma banda", escreveu Cornell no Facebook na terça-feira. O grupo estava no meio de uma turnê pelos Estados Unidos.

Cornell foi vocalista do Soundgarden, uma das principais bandas do movimento grunge nos anos 1980 e 90. Em 1991, a banda lançou o álbum "Badmotorfinger", que vendeu um milhão de cópias. Três anos depois o Soundgarden lançou "Superunknown", sucesso comercial que rendeu dois Grammys ao grupo depois de chegar ao topo das paradas.

Leia também:
Morre Chris Cornell, vocalista do Soundgarden
Colegas e amigos lamentam a morte de Chris Cornell