Foi um prazer competir com o Marcel, diz Scooby

Surfista de ondas grades ressaltou sua amizade com o patinador dentro do Exathlon Brasil

O surfista de ondas grandes Pedro Scooby chegou longe, mas ficou em segundo lugar no Exathlon Brasil. Vice-campeão do reality show mais difícil da televisão, ele rasgou elogios ao seu adversário  – mas também amigo – Marcel Stürmer.

"Foi um prazer imenso competir contra o Marcel. Ele é mais que merecedor, ele é um anjo. É um amigo que quero levar para o resto da minha vida. O foco dele me ensinou muito aqui e a gente ficou muito parceiro desde que ficaram apenas dois homens dos Heróis", disse em entrevista ao Portal da Band.

"Fomos muito cúmplices e ele sempre muito querido. Imagino como a família dele deve estar fazendo a festa em casa. Eu fico feliz porque a minha mulher e o meu filho devem estar muito felizes pelo Marcel também. Eles falaram com um carinho muito grande no último Desafio da Saudade. Voltei com esse recado para ele", contou ainda.

"Agora eu acho que é só festa. Quero aproveitar com o Marcel, curtir com ele e voltar para casa. Saudade imensa da minha família. Foi um desafio e uma experiência absurda. Meu coração está cheio de amor para dar e com vontade de abraçar minha família, meus filhos", disse.

Com a ansiedade à flor da pele antes da prova, Scooby revelou que essa é sua personalidade. "Eu sou muito ansioso e esse último dia foi muito tenso para mim. O Marcel é focado e eu sou acelerado. Ele ficou ali no foco dele e eu tentei respeitar, mas volta e meia eu tentava puxar um assunto com ele", explicou.

"Aqui na prova, ele ficou super focado o tempo inteiro. Não é à toa que ele é tetracampeão Pan-Americano. Um atleta maravilhoso, mas realmente um ser humano. Ele é muito merecedor e, que bom que, indo embora daqui, a nossa amizade vai perpertuar. Espero que por muito tempo", afirmou.

"O meu objetivo aqui já tinha sido traçado na minha cabeça, que era participar dessa missão e desafio. Fiz isso com felicidade e leveza. Tentei mostrar muito quem eu sou de verdade, para mostrar como eu sou, meu coração. Tentei ser o mais real possível e acho que consegui", contou.

Questionado sobre o que levaria do Exathlon Brasil para casa, o surfista pensou um pouco antes de responder. "Toda a minha vivência, os amigos que conquistei, dificuldades que passei, felicidades que vivi. Tanta coisa boa, só alegria. Vamos comemorar agora, porque eu estou precisando", finalizou.

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário