band.com.br

Tamanho de fonte
Atualizado em segunda-feira, 21 de janeiro de 2013 - 12h34

Diretor do Bolshoi foi atacado com ácido

Polícia russa anuncia a confirmação das suspeitas
Serguei Filin é diretor artístico do famoso Teatro Bolshoi / Yuri Kadobnov/AFP Serguei Filin é diretor artístico do famoso Teatro Bolshoi Yuri Kadobnov/AFP

O ataque contra o diretor artístico do Ballet Bolshoi foi cometido com vitríolo, o ácido sulfúrico, segundo anunciou neste domingo, dia 20, a polícia de Moscou. "O líquido utilizado na agressão contra Sergei Filin foi analisado. De acordo com os resultados preliminares, trata-se de ácido sulfúrico", declarou um porta-voz da polícia.


Em contato com a pele, a substância produz queimaduras graves e limitações funcionais. Nos acidentes com os olhos, o ácido sulfúrico pode provocar graves lesões ulcerativas, catarata e glaucoma.

Sergei, um ex-dançarino de 42 anos nomeado em 2011 como diretor artístico do famoso Bolshoi, foi atacado quinta-feira à noite por um homem que jogou ácido em seu rosto, em frente ao prédio onde mora, no centro da capital russa.

Ele sofreu queimaduras de terceiro grau no rosto e na córnea, mas os médicos afirmaram que o ex-bailarino não corre risco de perder a visão.

Amigos de Sergei descreveram um universo de intrigas nos bastidores do teatro de maior prestígio na Rússia. Na sexta-feira, o diretor do Bolshoi, Anatoly Iksanov, revelou à imprensa que Sergei Filin havia recebido ameaças nas últimas semanas.

O "New York Times" destacou histórias de bailarinos que colocavam pedaços de vidro partido na ponta de sapatilhas, para atrapalhar os rivais.

Mais recentemente, pouco antes da nomeação de Sergei Filin, Gennady Yanin foi obrigado a abandonar o cargo depois de fotos íntimas do ex-diretor terem sido divulgadas anonimamente.

 

 

Cadastrando-se em nossa newsletter, você receberá diariamente em seu e-mail as últimas Notícias de Entretenimento do Band.com.br
Aceito receber e-mails da Band e parceiros