Chupem suas mangas, afirma Paulo Barros

Carnavalesco respondeu seguidor após ser questionado sobre polêmica do Carnaval

Paulo Barros está de volta ao trabalho. Depois de um período de descanso na Disney, o carnavalesco exibiu aos seus seguidores o seu novo escritório no barracão da Unidos de Vila Isabel.

O espaço é decorado com alguns dos troféus conquistados pelo profissional. Nos comentários, internautas questionaram Paulo sobre o pedido da Mocidade para que o título de 2017 da Portela fosse dividido após polêmica com a justificativa das notas.

O carnavalesco foi direto na resposta. "Vão ficar querendo! Hahaha. Essa não devolvo", afirmou. "Ano passado perdi ponto em enredo que dois jurados disseram que o carro 4 era o 5... chupei a manga... literalmente! Fiquei caladinho... agora chupem as suas! Kkkkk", continuou.

Entenda o caso

Na última semana, com a divulgação das justificativas das notas do Carnaval, verificou-se que o julgador Valmir Aleixo, de Enredo, deu nota 9,9 para a Mocidade, pela falta de uma destaque de chão, no caso, Camila Silva, usando a fantasia "O Esplendor dos Sete Mares". No entanto, tal destaque não estava previsto no roteiro da apresentação. Na verdade, Camila desfilou como rainha de bateria, posto que assumiu faltando poucos dias para o Carnaval, substituindo Carmen Mouro. A escola decidiu extinguir o destaque e atualizou seu roteiro.

Posteriormente, descobriu-se que Aleixo usou a versão mais antiga, que previa Camila como destaque de chão, e não o texto novo.

Ao julgar com o roteiro desatualizado, Aleixo acabou prejudicando a Mocidade, que teria ficado com o título caso a nota fosse 10, como o julgador sinaliza em sua justificativa. Ao jornal O Globo, Aleixo afirma que a Mocidade não entregou a versão atualizada.

Paulo Barros rebate seguidor no Instagram

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário