Paraíso do Tuiuti: Polícia indicia quatro pessoas

Ação tem como alvos motorista, diretor de alegoria, diretor de Carnaval e um engenheiro

A Polícia Civil do Rio de Janeiro indiciou quatro pessoas envolvidas com o acidente da escola de samba Paraíso do Tuiuti, todas acusadas de negligência, imprudência e imperícia. O episódio deixou pelo menos 20 pessoas feridas.

A ação tem como alvos o motorista, o diretor de alegoria, o diretor de Carnaval e um engenheiro.

De acordo com a delegada Maria Aparecida Mallet, não foram dadas condições necessárias para que o motorista conduzisse o veículo com segurança.

Em depoimento, o condutor afirmou que uma estrutura acoplada no carro impedia a visão dele, fato que ele garante ter relatado ao diretor de alegoria, Jaime Benevides.

A resposta, segundo o condutor, foi: "vai assim mesmo".

Sobre o acidente com a Unidos da Tijuca, a Polícia vai fazer uma nova análise no veículo.

Três pessoas serão ouvidas ainda nesta segunda-feira, dia 6: o engenheiro responsável pelo veículo, Gilberto de Paula, o presidente da Unidos da Tijuca, Fernando Horta, e o diretor da empresa que construiu o carro, Mildenberg Batista.

Veja o momento do acidente no desfile da Paraíso do Tuiuti:

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário